terça-feira, 25 de julho de 2017

Temporada chegou ao fim.

Por Marcos Dantas, GloboEsporte.com, Manaus, AM
 

Análise: em 2017, clubes do AM mantêm desempenho baixo em cenário nacional Ainda faltam mais de cinco meses para 2017 terminar, mas para o futebol amazonense a temporada já chegou ao fim. Após mais um ano de decepções, o futebol local segue ancorado na última divisão do futebol brasileiro. Eliminados na primeira fase da Copa do Brasil e Copa Verde e alcançando, no máximo, a segunda fase da Série D, Fast, Princesa e Nacional escreveram mais um capítulo pífio em busca de maior visibilidade.
Os números falam por si só. Em 2017, Tricolor de Aço e Tubarão do Norte somaram, juntos, um aproveitamento de apenas 45,8% em competições nacionais. Esse desempenho, vale ressaltar, não foi o pior do Estado desde a edição de estreia da quarta divisão, mas, por outro lado, o mais preocupante é que esteve longe de ser o melhor.
Ao analisar os rendimentos amazonenses nas nove edições, é perceptível que as campanhas são niveladas por baixo. Dessa forma, fica mais fácil entender porque o acesso não veio mais uma vez. Dos 20 jogos disputados em competições nacionais, incluindo a Copa do Brasil e Copa Verde, os times amazonenses venceram seis, empataram oito e perderam seis.
Tudo bem que os números frios também não são tão categóricos assim.Em 2010, quando o América subiu no campo, mas perdeu o acesso nos tribunais, o desempenho dos amazonenses em competições nacionais foi de apenas 40%. Em 2017, o Amazonas foi melhor, e mesmo assim ficou no top5 negativo desde 2009.
Apenas nos anos de 2015 (27,7%), 2012 (33,3%), 2010 (40%) e 2011 (42,4%) os aproveitamentos foram piores. Nem mesmo as melhores campanhas, em 2009 e 2013, que tiveram aproveitamento acima dos 55%, foram o sufuciente para levar os clubes à Série C.
Tanto Fast quanto Princesa caíram na primeira fase da Copa do Brasil, fase essa que o Amazonas não passa, vale lembrete, desde 2014. O tricolor ficou também na primeira fase da Série D, enquanto o Tubarão ainda conseguiu avançar para o mata-mata, onde foi eliminado apesar de não ter sido derrotado
Cada vez mais, o Amazonas patina no mesmo lugar por não buscar alternativas, por manter-se na média. Falta quem desafie os números, as estatísticas, as porcentagens.

Aproveitamento do AM em competições nacionais

2009 - 55,5%
2010 - 40%
2011 - 42,4%
2012 - 33,3%
2013 - 55%
2014 - 48,8%
2015 - 27,7%
2016 - 48,3%
2017 - 45,8%

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Naça de olho no Rio x Nal.

Após o jogo contra o Manaus, o Nacional tem sua atenção voltada para seu maior rival, o Galo.

O jogo será sábado no estádio Carlos Zamith, será uma partida decisiva para o time da Vila Municipal. 

O rio Negro, é o terceiro colocado e quer superar o Princesa que é o segundo.

Precisa da vitória para manter-se acima de seus perseguidores, Holanda, Clíper e Manaus.

A vitória será de suma importância, até porque após esse jogo, terá uma parada duríssima contra o Princesa em Manacapuru.


domingo, 23 de julho de 2017

Nacional recupera o CT.

O Nacional vive um momento de reformas e pinturas nas instalações do CT Barbosa Filho, estava em condições ruins, normal no final de uma temporada, como em todos os anos, passa por reparos.

Com a paralisação total do profissional, que só volta no início do ano, alguns companheiros da diretoria, resolveram arregaçar as mangas e tratar logo da recuperação das dependências.

O gramado ficará mais pra frente, onde deverá sofrer tratamentos específicos, até porque os campeonatos Infantil e Juvenil, serão disputados lá, além do Juniores que ainda não terminou.



Naça decepciona e perde para o Manaus FC.

Juniores: Manaus vence duelo contra o Nacional
Estadual
23.07.2017 - 12:16 - Amazonas
O Manaus venceu o Nacional por 2 a 0 no estádio Carlos Zamith, neste sábado (22). Com a vitória, o Gavião permanece em quinto com 13 pontos e cola de vez no Nacional, quarto colocado com um ponto a mais. Os tentos foram marcados por Rivelino, de pênalti, e Roni.

No próximo sábado (29), as duas equipes voltam a jogar no estádio Carlos Zamith. Às 15h o Manaus enfrenta o Tarumã. Em seguida, às 17h, o Leão faz o clássico Rio-Nal contra o Rio Negro.

O jogo

Em um duelo muito pegado e cheio de faltas e reclamações para os dois lados, as chances de gol foram poucas. O placar só foi inaugurado quando o árbitro marcou pênalti após a bola bater no braço de um jogador da zaga nacionalina. Rivelino cobrou e marcou aos 22 minutos. O autor do gol quase aumenta o placar após chutar rasteiro na área e a bola passou perto da meta nacionalina.

Rafael Rennardy quase empata para o Nacional em um chute fora da área onde a bola foi por cima do gol.

O jogo prosseguia equilibrado. As principais jogadas vinham pelo lado direito com Arlesson e foi em uma das jogadas do camisa 2 que saiu o segundo gol do Manaus. O jogador saiu em velocidade no lado direito, cortou o marcador e rolou para Rony completar para o fundo das redes, aos 45 minutos.

O segundo tempo foi praticamente o ataque do Nacional contra a defesa do Manaus, mas a zaga do Gavião tratava de afastar as bolas da área - como na cabeçada de Luquinha, que a defesa tirou na pequena área.

Outras vezes contou com a sorte como aos oito minutos quando Lucas Iranduba aproveitando uma sobra chutou a bola acima do gol. Fábio, do Nacional, também teve a chance de diminuir após sobra na pequena área, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Com tantas chances desperdiçadas, o placar permaneceu como no fim do primeiro tempo.
Foto: Euzivaldo Queiroz
Fonte: Jornal A Crítica
 

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Naça vence o Holanda e melhora sua posição.

Jogando hoje à tarde no estádio Carlos Zamith, o Nacional venceu o Holanda por 1x0, golaço de Eltinho.

O time mostrou bons e maus momentos e oscilou durante todo o jogo, apesar de uma pequena superioridade, talvez devido um esforço grande dos garotos, fez com que saísse com a vitória.

E isso é o que importa, são 3 pontos muito importante para se manter no G4. tem 17 pontos.

Agora é vencer o jogo de sábado no Carlos Zamith e aumentar ainda mais sua pontuação.

O time vem melhorando a cada jogo e é só manter o ritmo e a atenção para não perder mais.